sábado, 8 de dezembro de 2012

Minhas marcas

















Troca de pelo


A pelagem de cães e gatos
Para alguns donos, o cão/gato se esconde porque está "com vergonha" do novo visual, mas na verdade ele está sentindo a diferença de temperatura que a perda da pelagem causou em seu organismo. Procurar lugares abrigados e mais quentes é o jeito que ele encontra para compensar o "frio" que agora está sentindo. Sim, animais também sentem frio. A pelagem ajuda a aguentar o inverno  mas temperaturas abaixo de 13oC já são sentidas por cães e gatos que podem começar a tremer de frio, um mecanismo que muitas espécies utilizam para produzir calor, assim como nós.

A maioria dos animais apresentam pêlos e subpelo, ou seja, uma camada de pêlos compridos e outra mais curta, de textura sedosa.
Tempo de mudar
A pelagem dos animais se "recicla" periodicamente. É o que chamamos de "muda de pêlos" que ocorre, normalmente, duas vezes ao ano. Essa troca está intimamente ligada ao tempo de exposição solar. Dias mais longos estimulam a queda de pêlos e a pelagem fica menos densa. Essa é a muda que ocorre no verão. Dias mais curtos estimulam a queda dos pêlos e substituição desses por uma pelagem mais densa (muda de inverno). Há cães, no entanto, que trocam a pelagem durante o ano todo, sem que isso seja considerado um estado anormal.
Escovar a pelagem dos animais diariamente é uma prática que ajuda não apenas durante as fases de muda, mas contribui muito para o crescimento de pêlos novos. O fio passa por duas fases distintas: crescimento e repouso. Quando escovamos a pelagem, os pêlos em repouso ("mortos") são arrancados facilmente do folículo e isso estimulará o crescimento de novos fios.
Proteção e brilho
A pele de cães gatos não possui glândulas de suor (sudoríparas). Essas glândulas estão presentes apenas nos coxins ("almofadinhas") das patas. É por isso que os animais podem deixar pegadas úmidas no piso. A pelagem dos animais, portanto, nunca apresentará "suor", porque cães e gatos simplesmente não suam. A pele desses animais secreta uma "gordura" que se espalha na pelagem e é responsável pela sua proteção contra bactérias e outros microrganismos, além de conferir brilho e hidratação aos pêlos. Animais doentes têm pouca atividade das glândulas sebáceas, o que resulta em pêlos ressecados e opacos.
Retirar a "gordura" natural da pele dos animais significa remover uma importante barreira de proteção. Esse é o motivo pelo qual não devemos dar banhos frequentes nos animais. Muitos banhos tornam cães e gatos susceptíveis a problemas de pele.
Isso não significa que é preciso deixar o animal sujo e mal cheiroso. Um banho semanal é tolerável num cão saudável. Mais do que isso, só em casos de tratamentos de pele com shampoos especiais. Gatos exigem bem menos banhos do que cães, pois se lambem diariamente, retirando pêlos mortos e sujeiras. O problema disso é o felino engolir grandes quantidades de pêlos, o que pode lhe causar vômitos ou obstrução intestinal.
Exagerar nos banhos para deixar a pelagem do animal bonita é errado. A pelagem parece estar mais bonita, mas a pele fica sem proteção. Adquirindo um problema de pele (sarna, micose, etc.), os pêlos caem e lá se vai a bela e limpinha pelagem de seu amigão. Assim, menos banhos e mais escovação resultam em pelagem bonita e brilhante. Nos gatos, também evita bolas de pêlos no estômago e obstruções intestimais.
Cor e temperatura
A coloração dos pêlos é determinada pela genética, cuja regra é: cores escuras são sempre dominantes sobre as cores claras. Pelagem escura reflete mais a luz, assim, cães e gatos pretos sempre têm a pelagem mais brilhante. Muitos animais apresentam duas cores no mesmo pêlo, o que chamamos de aguti: base clara e ponta mais escura, ou o contrário.
Mudança de coloração na raça siamês
A temperatura também pode exercer influência sobre a cor dos pêlos. Temperaturas altas geram pelagem mais clara e vice-versa. Os gatos siameses são um exemplo interessante: filhotes nascem brancos porque estavam submetidos à temperatura alta dentro do útero materno. Irão escurecer com o passar do tempo e podem mudar a cor da pelagem de acordo com a estação: clara no verão ou escura no inverno. Cães mais velhos ou que sofreram tosa podem ter a pelagem escurecida, pois a temperatura da pele diminui nessas condições.
Pintar a pelagem dos cães é um modismo que pode parecer bem legal, mas... será que os cães gostam de passar por esse ritual apenas para satisfazer a vontade do dono? Antes de pintar de cachorro, pense no bem-estar do seu amigão.

Pelagem pintada: vale a pena para o cão?
Tosa
A tosa é requerida em algumas raças de cães por motivos estéticos, para facilitar os cuidados com a higiene e para aliviar o calor nas estações muito quentes. Raças de cães e gatos com pelagem longa podem precisar de tosa radical se acontecer dos pêlos embolarem, tornando a pelagem um emaranhado de nós. Após uma tosa radical, a volta de pelagem demora cerca de 4 meses em raças de pêlos curtos e médios e 18 meses em raças de pêlos bastante longos. A demora no crescimento da pelagem pode indicar problemas hormonais.

Pelagem natural: bem cuidada e bonita, mas sem exageros
Shampoos e cia
Usar produtos específicos para animais é muito mais indicado do que usar shampoos humanos que podem causar alergia em cães e gatos. Hoje existem diferentes produtos para serem usados de acordo com a cor da pelagem. Evite aqueles que possuam perfume muito forte. Embora seu animal fique cheiroso, para ele isso pode ser uma tortura. Lembre-se que os animais têm muito mais receptores de odor que nós. Sprays fixadores para pelagem e até "chapinha" para cães estão disponíveis no mercado, mas é todo um arsenal desnecessário e que desvirtua a essência do cão. Seu cachorro será muito mais feliz ao natural, sem os excessos.
A queda dos pêlos pode estar associada a inúmeros fatores como doenças de pele, carências nutricionais e doenças ou desequilíbrios em outros orgãos. A pelagem é um dos "termômetros" da saúde e estado nutricional de cães e gatos. Bem alimentado, saudável e escovado, seu animal terá uma "cabeleira" invejável.

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Cachorrasam








Nayra Costa canta 'At Last'

Em cenário com painel de gravuras de músicos tocando trompetes e saxofones, participante interpreta música de Harry Warren e Mack Gordon

Naira (Foto: The Voice Brasil/TV Globo)
Nayra investe no glamour e arrasa com vestido longo e vermelho (Foto: The Voice Brasil/TV Globo)
Cantando em um microfone antigo, Nayra Costa, do time de Claudia Leitte, interpreta a música "At Last", de Harry Warren e Mack Gordon. Acompanhando a participante, seis músicos tocam violino, violancelo, contrabaixo e piano.
A participante chega para cantar em um vestido vermelho brilhante e sensual. No cenário, um painel de gravuras com músicos tocando trompetes e saxofones. Veja no vídeo ao lado o desempenho de Nayra Costa.


Nos ensaios para a etapa ao vivo doThe Voice Brasil, Nayra Costa comenta sobre a música escolhida. "É uma musica linda que eu gosto muito. Uma musica romântica que fala de um amor que é finalmente encontrado. Estou muito feliz!", conta a cearense.

domingo, 28 de outubro de 2012


Como os cães aprendem Pt.1 - Ação e reação

Como os cães aprendem
Andei percebendo que muitas pessoas tem dificuldade de ensinar os comandos basicos senta, deita e fica aos seus cães e muitos dos textos que explicam como fazer, explicam pela metade.
Para obter sucesso é importante entender um pouquinho mais sobre como os cães aprendem e seguir algumas regrinhas basicas que vão ajudar a ensinar qualquer coisa pro seu peludo.
Nesta primeira parte vou falar um pouco sobre estas regras e como usa-las ao seu favor.
Este post é em partes uma tradução do texto How Dogs Learn - Operant Conditioning tirado do site http://dogscouts.org/ e enriquecido com meus próprios comentários e experiências.

Husky Siberiano

Os Huskies Siberianos são animais de grupo e precisam necessariamente da companhia de outros cães (de qualquer raça) ou de pessoas (de qualquer raça também). Caso trabalhe oito horas por dia, se é fanático por limpeza e organização e só tem espaço para ter apenas um cão…neste caso não aconselhamos um Husky Siberiano.




Sendo capaz de demonstrar um enorme afeto por todos os membros da família, o Husky Siberiano é igualmente amistoso com os estranhos. O seu aspecto à primeira vista poderá impor algum respeito, mas…. se procura um cão de guarda e defesa de propriedade, neste caso não aconselhamos um Husky Siberiano.

Como cão nórdico, que é, o Husky Siberiano efetua mudar de pêlo duas vezes por ano. Se para você, ver pêlos pela casa toda não lhe causa qualquer tipo de confusão ou ataque de nervos, excelente!




Husky Siberiano têm tendência para cavar buracos no quintal ou destruir canteiros. Se faz parte daquele grupo de pessoas que se orgulha das belas flores que tem no jardim e a jardinagem é o seu lazer de fim de semana, neste caso nao aconselhamos um Husky Siberiano.




O Husky Siberiano é um verdadeiro atleta que precisa de exercício diário e se possível, de um espaço amplo para correr à vontade. Se gosta de atividades ao ar livre, caminhadas ou corrida e de compartilhá-las com o seu cão, ótimo, neste caso tenha um Husky Siberiano.




Instinto de caça do Husky Siberiano é bem aguçado. Persegue e abate vários tipos de animais, desde gatos, coelhos, galinhas, gansos, pombos, roedores etc. Partimos do principio que irá manter o seu cão no jardim ou numa área especifica onde não terá como fugir e por consequencia, causar estragos no galinheiro da vizinha ou exterminar todos os cisnes do lago. Se por ventura tiver o azar de nas redondezas existirem criações de aves, coelho, e não tiver o cuidado de manter o seu cão na área que lhe é destinada, neste caso nao aconselhamos um Husky Siberiano. 

                     Seus ancestrais lobos, são grandes caçadores..

Um dos principais atrativos do Husky Siberiano é o temperamento, algo incompreendido pela maioria habituada aos “cães chicletinho”. Ele vive no seu mundo, mas indiscutivelmente, adora o seu dono e é muito apegado, não sentindo necessidade de manifestar isto 24 horas por dia. Se for fã da Lassie ou se o seu ideal de cão é aquele que lhe vai buscar as pantufas e o jornal, neste caso nao aconselhamos um Husky Siberiano, mas ele até senta, deita, rebola e que encosta o focinho aos seus pés ao longo de todo o dia, ou quando você chega, mas não porque você quer e sim porque ele quer.

 
Se realmente considera que esta é a raça ideal para você e reúne todos os requisitos e condições para acolhê-lo,parabéns!!!
Junte-se a nós que temos o enorme prazer e orgulho de possuir o mais belo, o mais inteligente e sagaz, o cão mais fascinante, envolvente, cativante e perfeito amigo sincero que existe, O HUSKY SIBERIANO!





Ultilidade


Leve o cocô para o lixo



Ter cachorro é passear, se possível, de duas a três vezes ao dia. Em todas as estações do ano. Em Curitiba, geralmente no frio e na chuva. Vivam todos os donos capazes desta proeza. Mas só dar uma voltinha não basta. Não é que nossos bichinhos lindos fazem cocô. Não tem jeito. Seja lá com que roupa você estiver é preciso dar uma abaixadinha básica para recolher os dejetos.
 
A sacolinha plástica virou alternativa prática, mas nada ecológica. Em pet shops já estão à venda saquinhos biodegradáveis. Mas o investimento é alto. O pior do que não retirar o cocô da grama, geralmente, local preferido dos cães, é imaginar que os sacos plásticos possam ser largados em lixeiras abertas. E que por um milagre eles desaparecerão.
A foto acima mostra bem a indignação com esta prática. Sorte a nossa que temos muitos varredores de rua na cidade. Caso contrário, estaríamos perdidos. Afinal de contas, para muitas madames a moda não permite andar com uma legítima Louis Vuitton e um saquinho a tiracolo.


Adoção

Adote um cão adulto. Conheça a história da Bela

*
Conheça a história de uma poodle abandonada, que após viver sete anos com uma família foi adotada e hoje tem um lar repleto de mimos
O que faz alguém se desfazer de um bichinho? Mudança de casa, nascimento de um filho, problemas de saúde, perda de emprego, viagem de férias? São tantas as justificativas, mas para mim, a maior de todas é a falta de amor, de algum sentimento que prevaleça nesta relação que deveria ser para sempre.
Cada vez mais sei sobre casos de animais abandonados na terceira idade ou doentes. Foi o que aconteceu com a poodle Belinha. Aos sete anos de vida, com uma cegueira irreversível, seus responsáveis decidiram doá-la. Com o nascimento do filho e tantos outros afazeres, os cuidados com a Bela ficaram em segundo plano e até alimentar a bichinha se tornou uma tarefa difícil. Belinha, desnutrida e fraca, vai para adoção.
E quem vai querer um bichinho velho, cego e desnutrido? A dona Zenaide. Ela, sim, tem um amor incondicional pelos animais. A responsável pela Belinha teve sorte em perguntar a pessoa certa se ela conhecia alguém que queria ficar com a cachorrinha.
A Bela foi acolhida temporariamente na família que tem outras duas poodles, a Nani e a Mainah. E não é que as meninas acolheram bem a velhinha cega e da mesma espécie. Se tudo está indo tão bem, como se separar desta nova integrante? Belinha se juntou a matilha. E o lar agora é definitivo, pois essa é uma relação séria, cheia de amor e indissolúvel. Ah é claro, cheia de mimos também, afinal, a pequena merece e precisa de cuidados redobrados.



Mostra de cinema

Mostra de Cinema pelos Animais

*
A Cinemateca de Curitiba será palco de mais uma edição da Mostra Animal – Mostra Internacional de Cinema Pelos Animais durante os dias 15 e 16 de novembro – e pela quantidade recorde de filmes inscritos de diversas partes do Brasil e do mundo, o público pode aguardar mais um grande evento que coloca a questão animal como tema principal.
A Mostra Animal vem se consolidando como um evento de sucesso em prol dos animais. Na edição de 2011, por exemplo, a mostra recebeu o filme “Skin Trade”, gentilmente inscrito pela ANDA – Agência de Notícias de Direitos dos Animais, exibiu filmes produzidos pelo Instituto Nina Rosa, que já participa desde a primeira edição, teve sua abertura com palestra magna do Juiz Federal Anderson Furlan, contou com o apoio do Fórum Permanente da Agenda 21 do Paraná, bem como do Onca Defesa Animal, entre outras entidades.
Em 2012, além de filmes de destaque como “Peaceable Kingdom”, que mostra o trabalho de ex-fazendeiros no resgate de animais, “A Questão Animal”, documentário sobre animais de rua e “Glass Walls” produzido pela PETA e apresentado por Sir Paul McCartney, a Mostra contará com a exibição do filme “A Galinha que Burlou o Sistema” de Quico Meirelles e produção O2 e a presença, entre outros, de John Curtin, ex-ativista da ALF, com seu filme Jill’s Film, produzido na Inglaterra.
O evento, idealizado e coordenado pela Sociedade Vegetariana Brasileira em Curitiba (SVB), vem ganhando credibilidade a cada edição e consegue, por meio de uma proposta moderna e objetiva, atrair o público de diversas vertentes preocupado com as questões relacionadas ao movimento internacional de respeito aos animais.
III Mostra Internacional de Cinema pelos Animais
Data: 15 e 16 de novembro de 2012
Horário: 14h30 às 21h
Local: Cinemateca de Curitiba (Rua Pres. Carlos Cavalcanti, 1174)
Entrada FRANCA


quarta-feira, 17 de outubro de 2012

O Husky características


 Características

O Husky Possui uma pelagem densa e dupla, nunca deverá ser longa e/ou oleosa.
Esta pelagem será trocada 2 vezes ao ano em abundância. Nesta época é aconselhável sempre escovar o pelo de seu Husky bastante, utilizando uma rasqueadeira de plástico, pois aço pode ferir o animal.

Banco de automóveis, carpetes, roupas escuras, etc. Certamente sofrerão uma bela decoração com pelos (certamente removível com uma escova ou pano úmido)
O Husky Siberiano tipicamente possui uma estrutura física musculosa(''Husky'' significa ''robusto'' em inglês), e são fortes comparados a outros cães do mesmo porte, mas não devem ser obesos.
Eles são cobertos por uma densa camada dupla de pêlo que tem uma variedade de cores e padrões, comumente com pernas e patas brancas, manchas no rosto e a ponta do rabo branca. As cores mais comuns são: Preta e branco, Cinza e branco, Caramelo e branco (Ou marrom), Branco puro e Piebald, ainda que muitos indivíduos têm variações marrons, avermelhadas, marrom claro e alguns são malhados (Conhecidos no Piebald).


Seus olhos podem serem de várias cores, azuis, castanhos ou verdes. A cor azul clara é característica, apesar de não dominantes.
São aceitos na raça olhos castanhos, mel, verde e azuis, podendo ser ambos da mesma cor ou um de cada cor ou parte colorido

Partcolor - O Husky possui uma mancha no olho, pode ser marrom, azul, verde, etc. É aceita no padrão da raça, essa mancha não é uma doença que o Siberiano possui, é apenas mais um de suas características fantásticas.
Bicolor - Possui um olho de uma cor e o outro de outra. Pode ser um olho azul e o outro castanho, etc. Também é aceita no padrão da raça e não significa nenhuma doença, é uma forte característica deles.

Todas essas cores são aceitas no padrão da raça Husky Siberiano.

Temperamento

São muito carinhosos e atenciosos, entretanto precisam gastar suas energias para que não se tornem problemas para seu dono. Eles precisam primeiramente de espaço e atenção. O Husky Siberiano é muito brincalhão. Por esse motivo, este cão é recomendado para as crianças com cinco anos em diante. Crianças com menos de quatro anos podem não ter domínio sobre o cão, pois ele também é dotado de uma grande força.


Normalmente completamente dócil e aficionado com as pessoas, os siberianos possuem um forte instinto de caçador e ceratemente irão podem matar gatos, coelhos, galinhas, pássaros e outros pequenos animais, devido ao seu instinto predatório. Devem ser mantidos em cercados seguros pois frequentemente desaparecem em longas viagens para caçar. Não se deve permitir a eles passearem sozinhos ou sem coleira. Eles são treináveis até um certo grau, mas paciência é necessária, pois são extremamente curiosos e esta cuirosidade lhes rouba a atenção que deveriam prestar ao dono. São naturalmente independentes e não vão obedecer cegamente a todos os comandos.

Não tendem a comportamento agressivo ante outros cães, mas se atacados podem lutar ferozmente, entretanto ão costumam ser desconfiados oumaliciosos quanto a um ataque imiente de outro animal. Os Huskies são também cães de trabalho desenvolvidos para puxar trenós. Por esse motivo, é bom fazê-lo puxar de vez em quando de 6 a 11 quilos. Também são excelentes câes de companhia para longas caminhadas ou corrida (usar guia ou pista fechada).



Saúde

Siberianos são normalmente cães saudáveis, vivendo tipicamente de 11 a 15 anos de idade. Esta raça precisa de uma dieta de alta qualidade com muita proteína e gordura, principalmente se for usada para o trabalho (como puxar trenós). É dito que os huskies são os cães com mais "eficiência em combustível", já que consomem menos comida que outras raças de trabalho de tamanho similar e nível de atividade. A dieta precisa ser ajustada para o seu nível de trabalho e exercício; caso contrário, pode ocorrer obesidade em cães não exercitados e muito alimentados. Doença que deve-se ter cuidado é a erlichia, transmitida pelo carrapato. 

Cães não selecionados provavelmente desenvolverão glaucoma, pois é hereditário, por isso a importância de saber a procedência do cão e conhecer os pais ou avós, não sendo realmente necessário o Pedigree a menos que você deseje participar de competições com seu cão, um certificado emitido pelo próprio criador é suficiente para você ter certeza de ter adquirido um autêntico Husky Siberiano.

Peso (de acordo com o padrão ofical da raça) 
Machos de 20,5 a 28Kg e fêmeas de 15,5 a 23Kg.


Como os cães aprendem - Ação e reação

Como os cães aprendem
Andei percebendo que muitas pessoas tem dificuldade de ensinar os comandos básicos senta, deita e fica aos seus cães e muitos dos textos que explicam como fazer, explicam pela metade.
Para obter sucesso é importante entender um pouquinho mais sobre como os cães aprendem e seguir algumas regrinhas básicas que vão ajudar a ensinar qualquer coisa pro seu peludo. 
Nesta primeira parte vou falar um pouco sobre estas regras e como usa-las ao seu favor.
Este post é em partes uma tradução do texto How Dogs Learn - Operant Conditioning tirado do site http://dogscouts.org/ .
Consequências
Cães (ou qualquer ser com um cérebro) aprendem baseados nas consequências de seus atos. Por exemplo: se ele fuçar no lixo uma vez e encontrar aquele resto de hot dog que você jogou fora ele provavelmente irá fuçar de novo, se quando filhote morder a teta da mãe forte demais ficará sem leite, etc. Todas as ações tem consequências e estas consequências afetam o comportamento.
Na vida, existem três tipos de consequências: Boas, neutras e ruins.
As boas reforçam uma ação de modo que elas provavelmente serão repetidas. Por Exemplo  Quando você come em um bom restaurante, é provável que volte mais vezes. Se seu cão encontra salsichas deliciosas no lixo é provável que no futuro ele revire o lixo de novo na esperança de encontrar mais.
Agora, se você vai a um restaurante e o serviço é péssimo, pode ser que você tente voltar mais uma vez, mas se dessa vez o serviço também for horrível você provavelmente não voltará mais. Quando um filhote come uma coisa com gosto ruim ele pode experimentar de novo, mas raramente comerá uma terceira vez.
No adestramento isto se traduz nos reforços e recompensas, se seu cão fez uma coisa que você considera boa e ganhou um petisco/brinquedo/carinho é provável que ele repita o comportamento. Existem pessoas que vão pelo lado contrario, punindo o cão por ter feito algo ruim, eu sinceramente desaconselho e você pode entender porque lendo este post.
Controle
Quando se controla consequências, se controla comportamento. Você tem muito mais controle sobre as coisas boas e ruins do que você imagina, apenas não está totalmente ciente do que coisas boas e ruins são e pode até as estar usando sem perceber de modo que esteja criando o comportamento oposto ao desejado e também perdendo ótimas oportunidades de adestramento.
Você pode até sentir que seu cão está te controlando! Isto acontece porque as mesmas regras e princípios se aplicam ao seu comportamento. Você quer que coisas boas aconteçam e coisas ruins parem de acontecer.
Recompensa = Repetição
Suas respostas ao comportamento do seu cachorro podem SIM criar situações onde ele passa a controlar você. Ele simplesmente aprende o que funciona.
Por exemplo: Se quando ele coloca uma bolinha no seu colo e você a joga, ele provavelmente repetirá esta ação porque ganhou o que queria, que você jogasse a bola. Se ele pula em você e ganha carinho e atenção ele provavelmente pulará de novo e um cão não entende a diferença entre as patas limpas ou sujas de lama, ele repetirá pois anteriormente ganhou uma recompensa por pular, o carinho.
A boa noticia é: você pode usar tudo isto em beneficio próprio!
Com as patas sujas não!
Ganhando Recompensas
Você tem (ou deveria ter) controle sobre tudo que seu cão quer na vida: comida, o mundo lá fora, atenção, outros cães, cheiros no chão, postes, etc e brincadeiras. Você tem o poder de fazer brinquedos ganharem vida ao jogá-los ou brincando de cabo-de-guerra. Você tem mãos que podem pegar coisas, abrir portas e pacotes de comida!!
A maioria das pessoas não faz bom uso destas habilidades, elas pensam o contrário; Elas pensam que porque provem comida, carinho, passeios ou brinquedos o cão deveria ser obediente em retorno e quando isto não acontece ficam frustradas, achando que o cão não as ama. Bem, para que um cão seja obediente ele tem que fazer a parte dele primeiro.
Se você mostrar ao cão que para comer, passear, brincar ele tem que obedecer primeiro (nem que seja um simples senta), com o tempo ele entenderá que obedecer é um modo de ganhar o que quer mais do que algo que interfere com as coisas boas da vida.
Recompensas Seletivas
É o chamdo “programa nada na vida vem de graça” e se você usa a seu favor ou não, lembre-se: toda vez que abre uma porta, coloca o pote de comida no chão, joga uma bolinha ou sai para passear etá recompensando o cão.
Tudo que precisa fazer é estar ciente do processo e selecionar comportamentos para recompensar em vez de recompensar o que quer que o cão esteja fazendo quando algo bom está para acontecer. No entanto você tem que estar preparado para segurar a recompensa caso o cão não obedeça ou ele não terá motivos para obedecer. Se você dá comida independente dele ter sentado ou não, porque deveria sentar antes de comer e não pular?
Comportamento + Reforço = Repetição do Comportamento
Ser “bem sucedido” para um animal significa que um certo comportamento foi recompensado. Isto significa que algo bom aconteceu ou algo ruim acabou. Comportamentos reforçados tentem a se repetir. Esta é uma lei que se aplica a todos os seres vivos. E a essência do adestramento, então marque bem: Tudo que tem que fazer é mostrar ao cão quais ações serão recompensadas e como prever a probabilidade de isto acontecer. Para isto existem os comandos, mas este assunto fica para a parte 2.
Lembre-se: Recompense o bom e ignore o ruim, mostre ao seu cão o certo pelo menos 10 vezes antes de dar bronca por ter feito algo errado.

Cesar Millan ou Victoria


Cesar Millan ou Victoria 

Todo mundo que se interessa por cães já se deparou com dois programas bem conhecidos que passam no Brasil pela Tv a cabo: “O Encantador de Cães”, deCesar Millan; e “Ou Eu ou o Cachorro” , de Victoria Stiwell.
Ambos tem em comum o amor pelos animais, possuem fundações que auxiliam animais abandonados e defendem que o dono deve ser responsável pelo seu cão. O que os diferencia são os métodos que cada um utiliza: Cesar não se vê como adestrador , e sim como alguém que reabilita cães com problemas de comportamento e treina pessoas para que elas aprendam a se comunicar melhor com seus animais.